Autoclave ou Estufa?

Autoclave ou Estufa?
por Márcia Nogueira  (Colaborador: Dr. Rui Dammenhain)

Lei do Gérson

Essa é uma grande dúvida dos profissionais que atendem ao público com instrumentos infectantes. Alguns desses profissionais: Dentistas, Podólogos, Esteticistas e Manicures.

Quais são as diferenças entre as esterilizações?

Basicamente a esterilização na estufa é feita através do calor seco, por 1 ou 2 horas de exposição do material.Já na Autoclave, a esterilização é feita através do calor úmido, ou seja , o vapor,  de 15 a 30 minutos , dependendo da quantidade de água destilada que a autoclave precisa, para funcionar perfeitamente.Está escrito no manual.

Sabemos que a maior razão para a ênfase em relação à compra da Autoclave é o desrespeito do próprio profissional em relação ao tempo de esterilização na Estufa. Vou repetir, a seguir, o que temos a obrigação de saber e estamos cansados de ler e ouvir.

EstufaA esterilização na estufa pode ser feita da seguinte forma: estojos de inox selados com fita crepe, contendo Instrumentais devidamente limpos.

Como devem ser limpos os instrumentais? Eles devem ser colocados em solução com desincruste por uma hora e logo depois lavados com água corrente, escova e sabão. Secá-los com toalhas

descartáveis e colocá-los em estojos de inox, forrados com papel toalha. Selar logo a seguir.

A temperatura da estufa deve chegar a 160°C se os materiais forem esterilizados em 2 horas ou 170 °C por uma hora. Colocar um aviso na porta quanto ao horário que deve ser aberta.

Os estojos devem ser colocados na estufa, com espaços entre eles, sem encostá-los às paredes, assim que a temperatura desejada for alcançada. Após a porta da estufa ser fechada, começamos a marcar o tempo de exposição ao calor seco. A estufa não pode ser aberta antes do tempo previsto, pois, perde calor e os microrganismos se fortalecem, principalmente as bactérias esporuladas.

A abertura da estufa, antes do tempo, é a meu ver, a principal razão da preferência geral pela Autoclave. Portanto, os próprios profissionais são culpados por essa preferência. Convém lembrarmos que o custo da Autoclave é bem maior que o da Estufa.

Muitos Podólogos e Manicures reclamam do valor!

AutoclaveA estufa mata todos os microrganismos que fazem mal ao ser humano. Podemos conferir sua eficácia através de termômetros que são colocados dentro da estufa, para saber se a temperatura medida é a mesma que marca no termostato externo. Portanto, se a esterilização for feita dentro das normas, ela será correta.

A esterilização na Autoclave não permite que abramos a porta antes do tempo necessário, pois, funciona como uma panela de pressão que só será aberta quando sair todo o vapor que ela contém. Por esse motivo, a preferência em relação à Estufa e a certeza de que a esterilização está correta.

Convém lembrarmos que no envelope tem uma seta rosa (indicador químico) que ao sair da Autoclave apresenta uma cor escura, preta ou marrom, bem diferente da cor que tem quando o envelope é colocado dentro dela. Essa mudança de cor indica apenas que houve ou não a exposição ao calor, tempo e vapor.

Para conferirmos a temperatura da autoclave está dentro das normas, usamos o teste biológico, uma vez por semana na 1ª carga, em pontos críticos.  Eles se apresentam  em tubos plásticos, com tampa permeável, com uma fita impregnada com uma população conhecida de esporos (Geobacillus stearotermophilus, altamente resistentes ao calor úmido e não são patogênicos), separada do meio nutriente (líquido roxo), por uma ampola de vidro.

Autoclave abertaSe esses esporos forem eliminados, todos os outros esporos e formas vegetativas também serão.É um tese que dá a certeza da esterilização.

Tanto a esterilização na estufa como na autoclave, valem por uma semana.

Outra atitude importante : sempre orientamos ao profissional que abra o estojo, retirando a fita crepe ou rasgue o envelope na frente do cliente, para que ele tenha certeza de que está sendo atendido dentro das normas de Biossegurança.

Pacientes e clientes: Exijam essa atitude do seu profissional!

Não sou contra a Autoclave, tenho uma em meu gabinete. Além de moderna, em relação ao tempo, a esterilização é muito mais rápida, embora, os gastos também são maiores: envelopes, seladora (se não forem comprados prontos) e água destilada.

Sou contra os profissionais que desprezam a Estufa, tem a Autoclave e o paciente/cliente “pensa” que com a Autoclave o problema da contaminação está sanado, infelizmente e com vergonha, tenho que dizer que não, não está sanado!

Tenho conhecimento de alguns profissionais Dentistas, Podólogos e Manicures, que reaproveitam os envelopes utilizados na autoclave, por 2 e até 3 vezes, ou seja, enquanto couberem os instrumentais dentro dele, os fechando quando estão no limite,com fita crepe. E , pasmem,tem até profissionais que colocam os instrumentais dentro dos envelopes sem lavá-los

Instrumentos de PodologiaSe alguém se identificou com uma dessas atitudes: cuidado! Você pode ter transmitido o vírus da AIDS, da Hepatite, da Sífilis, dos Papilomas, entre outros, para seu paciente ou cliente. Será que não foi para seu filho? Sua mãe, seu pai ou você mesmo?

Os materiais do envelope, depois de passar por uma sessão de esterilização na Autoclave, sofrem modificações não tendo mais condições de manter a esterilização dos materiais em relação ao meio exterior na 2ª esterilização, pois, os poros se dilatam e tornam-se simples invólucros.

É, parece que nós brasileiros, jamais vamos esquecer a famosa “Lei do Gérson”, a lei de gostar de tirar vantagem de tudo, certo?

Os mais jovens que me perdoem lei do Gérson hoje em dia seria “aquele jeitinho brasileiro” que muitos conhecem.

A meu ver, o que vale é a consciência do profissional ao fazer a esterilização, seja na Estufa ou na Autoclave.

Ainda irão me perguntar por que eu mesma faço minhas mãos e meus pés?

Compartilhe este artigo com os seus colegas pelo Facebook, Twitter, E-mail, clicando nos botões abaixo. Escolha onde e como quer compartilhar! Se preferir, você pode adicioná-lo aos seus favoritos!

Aprenda os 5 passos para obter o PÉ PERFEITO aplicando a metodologia SPA DO PÉ!

Asamura

Fundador da Shinsei Cosméticos e do Centro Técnico Shinsei - CTS. Diretor Comercial e especialista em cosméticos naturais, terapias holísticas e negócios na Área de Beleza e Bem Estar.

Website:

12 Comentários

  1. Oi, sou cabeleira, visitei um salão em outra cidade e também vi os materias de unhas irem para a estufa sem lavar! Absurdo total, ainda bem que eu nunca fiz minhas unhas lá. Costumo eu mesma fazer as minhas próprias.Também observei muita sujeira em consultório de desntistas.Não adianta agente sempre percebe a sujeira!

  2. Verareiki2008

    amei tua reportagem

    • shinseicosmeticos

      Agradecemos pelo elogio.

  3. agnaldo azevedo

    gostaria de saber precos e modelos

  4. RUTH PINHEIRO

    ESSE NEGOCIO DE AUTOCLAVE SER OBRIGATORIO E UMA FORMA DE GANHAREM DINHEIRO EU JA VI A GAROTA FAZENDO A AMAO E PE DA OUTRA E APOS COLOCAR NO AUTOCLAVE SEM LAVAR E AI ATE PARECE QUE ALGUEM VAI ESTAR FISCALIZANDO E POR ISSO QUE PREFIRO ESTUFA ATE PORQUE MINHA CONCIENCIA E QUE MANDA….E CONCIENCIA E RESPEITO EU TENHO COM MEUS CLIENTES…..

  5. Marcia de Oliveira Almeida

    Sou manicure e lavo meus alicates com escovinha macia e detergente neutro e deixo no germe rio por meia hora e depois coloco na estufa pois nao tive condiçoes ainda de comprar auto clave eu sempre fiz isso nos meus materiais e procuro mostrar pra minhas cliente que estao limpos e esterelizados

  6. Marcia de Oliveira Almeida

    eu deixei de fazer unha pq a manicure pegava os alicates nao sei da onde e fazia minhas unhas eu sempre observei que estavam sempre limpos mas nao sabia se estavam esterelizados ,hoje procuro sempre deixar meus alicates limpos e esterelizados em envelopes lacrados e abro na frente das clientes e com isso sempre ganho mais clientes

  7. Gostaria de trazer algumas orientações para complementar o texto, bem escrito, por sinal.
    A imersão do instrumental na solução de desencrostante ou enzimático deve ser por uns 10 minutos, não é necessário 1 hora.
    Em relação à estufa, não se deve colocar papel toalha no fundo pois irá queimar o papel, devido ao calor. O papel toalha pode ser colocado sim ao fundo da caixa perfurada que vai para a autoclave (que depois é embalada em envelope de papel grau cirúrgico), pois o papel absorve a umidade devido ao calor úmido (vapor) que não seca totalmente na fase de secagem do aparelho.
    Em relação à estufa, deve ter um termômetro externo inserido no orifício da parte mais alta do equipamento – termômetro de bulbo e é neste que a temperatura deve ser avaliada. Após ligar a estufa, aguardar uns 30 a 40 minutos, acompanhando a temperatura do termômetro externo e somente quando chegar na temperatura de 170º C (se for esta a escolhida) marcar o tempo de 1 hora nesta temperatura, mantendo a porta fechada. Somente deve-se abrir quando terminar o tempo, aguardando esfriar bem e tendo cuidado com o material que está estéril e muito quente.
    Obrigada pela oportunidade de auxiliar nas orientações quanto às questões de Biossegurança na estética, muito necessárias e importantes para uma melhor saúde de todos os envolvidos, clientela e funcionários.

  8. Deise Silva

    Olá adorei o artigo, estou começando agora como profissional de manicure e pedicure e tenho muita dúvida em qual equipamento comprar pois a Alto Clave é um investimento muito alto p min agora!
    Gostaria de saber se seguir todas normas de esterilização na estufa será eficaz?

    • Bom dia, Deise!
      O uso da estufa já esta sendo extinto, visto que a eficácia da esterilização não atende as normas da Vigilância Sanitária. O correto é o uso da Autoclave mesmo.
      Obrigada pelo contato,
      Atte.

  9. Daniele

    Tenho o maior interesse de ser uma profissional em Podologia. Por favor preciso ser orientada. Aguardo anciosa por contato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *