Ginkgo Biloba

 Ginkgo Biloba
Série plantas medicinais

Ginkgo biloba, de origem chinesa, é uma árvore considerada um fóssil vivo. É símbolo de paz e longevidade, por ter sobrevivido as explosões atômicas no Japão. Foi descrita pela primeira vez pelo médico alemão Engelbert Kaempfer, por volta de 1690, mas só despertou o interesse de pesquisadores após a Segunda Guerra Mundial, quando perceberam que a planta tinha sobrevivido à radiação em Hiroshima, brotando no solo da cidade devastada.

Espécie vegetal que combate os radicais livres e auxilia na oxigenação cerebral, dentre diversas plantas que funcionam na medicina alternativa.

O extrato obtido de suas folhas comprovadamente reduz as tonturas, refresca a memória, alivia as dores nas pernas e nos braços e acaba com o zumbido no ouvido.

Nomes populares: Nogueira-do-Japão, árvore-avenca, ou simplesmente ginkgo.  São árvores caducas, que perdem todas as folhas no inverno e atingem uma altura de 20-35 m (alguns espécimes, na China, chegam a atingir os 50 m). Foram durante muito tempo consideradas extintas no meio natural, mas sabe-se hoje em dia que existem duas pequenas zonas na província de Zheijian (China) que albergam exemplares desta espécie.

Goethe, famoso cientista, filósofo, poeta e botânico alemão, escreveu um poema sobre ele em 1815, falando da unidade-dualidade, simbolizada na folha do Ginkgo.

Existem hoje em praticamente todos os continentes da terra e no Brasil há exemplares produzidos de sementes, e não estão em extinção.

A Ginkgo Biloba tem sido muito empregada em medicamentos de uso interno, mas, atualmente, seu potencial na área cosmética começa a ser explorado no combate ao envelhecimento cutâneo, em formulação de ação contra os radicais livres.

O potencial cosmético desta planta envolve a alteração da permeabilidade vascular com vistas a restauração da vascularização do bulbo capilar e diminuição da queda de cabelo; ação anticelulítica e antiadiposidade, por regularizar a circulação periférica; combate aos radicais livres do organismo por sua capacidade de atrair o radical hidroxila (OH) e o superóxido (O2), devido a porcentagem elevada de flavonóides em sua composição. Esta última característica da planta é explorada nas formulações cosméticas de combate ao envelhecimento cutâneo. O extrato de Ginkgo biloba (EGb 761), portanto, possui atividades significantes de combate aos radicais livres, levando à inativação do superóxido (O2).Por normalizarem a circulação e protegerem os vasos sangüíneos, o EGb também é recomendado em produtos para tratamento de varizes, úlcera varicosa e má circulação.

Resumidamente, as principais propriedades e indicações da Ginkgo Biloba são:

  • Vasodilatadora;
  • Tônico venoso;
  • Insuficiência circulatória cerebral;
  • Varizes;
  • Pernas cansadas;
fonte: autor e Wikipedia, Syntonia.com 

 Produto Shinsei recomendado que contém Ginkgo Biloba:   

Creme Hidratante Pés e Pernas

Creme Hidratante Pés e Pernas

 

Aprenda os 5 passos para obter o PÉ PERFEITO aplicando a metodologia SPA DO PÉ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *