Procedimentos Podais Aplicados à Pediatria

PROCEDIMENTOS PODAIS  APLICADOS À PEDIATRIA

CASO CLÍNICO

 SOUZA, Darlon O1 ;  CARVALHO, Gleidimara P2

RESUMO

Introdução: A onicocriptose popularmente conhecida como unha encravada é o processo no qual parte da lâmina ungueal penetra no tecido ao redor da unha. Seja qual for o profissional de saúde, ele deve estar atento á todo o contexto social da criança para que saiba triar e avaliar adequadamente os fatores que contribuem para o desenvolvimento das diversas afecções que acomete as crianças Métodos: Estudo desenvolvido no Laboratório de Podologia do Centro Técnico Lusíadas-ES, durante o módulo do estágio de podologia pediatrica em 2011. O tratamento constou em quatro (04) atendimentos, um (01) atendimento semanal, durante quatro (04) semanas. Resultados: A podologia pediátrica é capaz de contribuir para à diminuição dos quadros álgicos em pediatria, bem como facilitar á pisada da criança após á intervenção podal, contribuir para o processo de hidratação, higienização e melhorar a qualidade de vida das crianças. Conclusões: Os procedimentos podológicos aplicado em pediatria demonstra eficácia de forma preventiva quanto curativa, em diversas afecções que acometem as crianças. Porém maiores estudos são de grande importância em podologia pediátrica para promover maiores conhecimentos científicos e respaldar á atuação do profissional podólogo nesta área e junto a uma equipe multiprofissional

Palavras chaves: fisioterapia, podologia, pediatria

1-     Fisioterapeuta Especialista, professor do Centro Técnico Lusíadas do curso de Podologia, Professor do Centro Universitário-UNESC e Coorcenador do Curso de podologia Clínica EDERMA –ES, Professor do centro técnico-SENAC-ES.

2-     Aluna do 8º módulo do Curso Tècnico em Podologia

INTRODUÇÃO

A onicocriptose popularmente conhecida como unha encravada é o processo no qual parte da lâmina ungueal penetra no tecido ao redor da unha. Devido ao fato da unha estar em constante crescimento ao penetrar na pele ela pode desenvolver um processo inflamatório, dor, limitação funcional, alterações estéticas e dificuldade em vestir calçados (PIEDADE, 2004).

Os locais mais acometidos pela onicocriptose geralmente é o hálux, podendo também ser observado em menores incidências nos demais dedos. A gravidade varia entre um indivíduo e outro, podendo chegar a quadros extremamente dolorosos afetando, crianças, adultos e idosos, tornando suas atividades funcionais limitadas.(HUMAIRE, 2010)  

Em alguns casos á onicoriptose pode ser acompanhada de granuloma, ou seja uma bolsa esponjosa que circunda o local onde á lâmina penetra na pele proporcionando um quadro doloroso e alterações na estética do pé(HUMAIRE, 2010).

Entre o fatores que favorecem o desenvolvimento da unha encravada destacam-se: traumas, calçados, genética, alterações no formato da unha e cortes incorretos. Entre as crianças os fatores que mais contribuem para o desenvolvimento de unhas encravadas são cortes incorretos das lâminas ungueais por parte dos pais, bem como o uso de calçados inadequados (PIEDADE, 2004).

A assistência á saúde da criança, pelo profissional de saúde, exige que o mesmo tenha um vasto conhecimento da anato-fisiologia das principais doenças que acometem as diferentes idades. Seja qual for o profissional de saúde, ele deve estar atento á todo o contexto social da criança para que saiba triar, e avaliar adequadamente os fatores que contribuem para o desenvolvimento das diversas afecções que acomete as crianças (SARMENTO, 2008).

Sendo a podologia uma área nova, com poucos profissionais atuando nesta população, é de grande importância á capacitação em podologia pediátrica, para que o atendimento seja prestado da melhor forma e os resultados seja alcançados uma vez que o diagnóstico e tratamento realizado de forma precoce diminui as possíveis complicações num futuro próximo.

 Caso Clínico

CMP, sexo feminino 6 anos moradora de Serra-ES, foi trazida ao á clinica escola do Centro técnico Luzíadas por sua mãe durante o módulo de estágio podologia pediátrica. Segundo informações fornecidas pela mãe, à criança apresentava unha incravada, dores em hálux direito durante a marcha e vestimenta de calçados.

Ao ser avaliado foi observado que a criança apresentava as seguintes descrições podológicas: onicocriptose, EVA 6, queratose em região de retropé direito e esquerdo pé do tipo plano.

MATERIAIS E MÉTODOS

Estudo desenvolvido no Laboratório de Podologia do Centro Técnico Lusíadas-ES, durante o módulo do estágio de podologia pediátrica em 2011.

 O tratamento constou de quatro atendimentos. Sendo que no primeiro dia foi realizado á avaliação podal: Ananmenese, exame físico, marcha e tipo de pé.

Pós avaliação foram observados as seguintes descrições podológicas: onicocriptose, queratose em retro pé direito-esquedo, EVA 6 em hálux direito, edema, pé tipo plano distrofias ungueais nos demais artelhos.

Objetivo podal: retirar espícula, eliminar dor, retirar queratose, promover correte correto de lâminas ungueais, promover hidratar orientar quanto aos cuidados podais.

Conduta Podal: Espiculoectomia, desbridamento, eletroterapia, hidratação profunda e correção ungueal.

Figura 1: Avaliação Podal-Exame Físico
Avaliação Podal Exame Físico

Á figura 1, Demonstra o primeiro dia de atendimento onde foram realizados a avaliação podal bem como á macha e tipo de pisada

Figura 2: Avaliação podal Onicocriptose em Hálux Direito.
Avalição Podal Onicocriptose Hálux Direito 

Figura 2, Onicocriptose em hálux direito acompanhado de edema e alteração de sensibilidade

No segundo dia de atendimento foi realizado á esfoliação, lixamento podal, hidratação podal e a espiculaectomia, seguida da aplicação do recurso alta frequência na intensidade programada de acordo com a sensibilidade da paciente por um período de  2 minutos em toda lâmina ungueal com o objetivo de analgesia e efeito bactericida e fungicida. Como o atendimento foi realizado uma vez por semana, tanto á criança quanto a mãe receberam informações quanto à higienização e hidratação podal até a próxima sessão.

No terceiro dia de atendimento á criança foi reavaliada e observou-se diminuição do edema no hálux direito, alivio da dor (EVA 0), pés hidratados. Foi realizada higienização podal, desbaste ungueal, seguido de correção de lâminas e cortes corretos. Após o término da sessão novamente á criança e mãe receberam orientações podais quanto á higienização e forma correta de do corte das lâminas ungueais até o próximo atendimento podológico.

No quarto dia de atendimento ao chegar á clínica escola a criança foi reavaliada, onde se observou pés hidratados, lâminas em corte correto e EVA 0. Foi realizado higienização podal hidratação e orientações á criança e mãe quanto á importância dos cuidados podais, assim como uso de sapatos adequados e visita periódica ao profissional podólogo.

RESULTADOS

No ultimo dia de tratamento foi dado alta á paciente dos procedimentos e orientado quanto aos devidos cuidados podais. A podologia em pediatria ainda é uma área que necessita ser desbravada pelos profissionais que atuam em podologia pediátrica. A podologia pediátrica carece de estudos qualitativos e quantitativos que respaldem á atuação do profissional podólogo junto á esta clientela.uma vez que são diversa as afecções que acometem crianças e adolescentes e que necessitam de intervenção podal.

Neste estudo foi observado que a criança obteve melhora significante junto à intervenção podo lógica.

A podologia pediatrica é capaz de contribuir para á diminuição dos quadros álgicos em pediatria, bem como facilitar á pisada da criança após á intervenção podal, contribuir para o processo de hidratação e higienização e melhorar a qualidade de vida das crianças.

DISCUSSÃO

A podologia é uma área da saúde que muito vem á contribuir através de suas técnicas diferenciadas em diversas afecções seja ela à saúde da criança bem como a saúde do adulto. O profissional podólogo, possui um vasto conhecimento teórico-prático adquirido tanto na formação técnica quanto de nível superior que se torna de grande importância no tratamento preventivo, curativo de diversas afecções podais (SOUZA et al, 2012).

     A atuação da podologia em pediatria é uma área nova ainda pouco explorado por estes profissionais. Literatura é prova disso uma vez que se observa a carência em trabalhos científicos que respalde á atuação deste profissional.

     Fatores como cursos de qualificação para o profissional podólogo atuar em pediatria carece no mercado de trabalho, uma vez que sabemos que á forma de atender á população jovem é bem diferente do atendimento ao adulto, tendo em vista que muitas das vezes as crianças demonstram um maior medo ao serem manipuladas e observarem alguns instrumentais e recursos utilizados pelos podólogo. Nada é mais gratificante do que observar o sorriso de uma criança após o mais simples procedimento que realizamos com ela, e profissional podólogo especializado em pediatria muito tem a contribuir em diversas afecções que acometem as crianças.

Sendo á podologia uma profissão nova ainda pouco conhecida por grande parte da população e alguns profissionais da saúde é de grande importância que os profissionais que já atuam na área bem como os futuros podólogos pesquise, estude e divulgue trabalhos que demonstre sua atuação dentro de uma equipe dentro da pediatria (SOUZA et al, 2012).

Os profissionais já atuantes no mercado e os futuros podólogos devem procuram por uma capacitação multiprofissional pois á podologia não é só atendimento á diabéticos, bem como hidratar ou esfoliar como muitos fazem. Áreas novas estão ai para serem desbravadas e um campo de atuação enorme para ser conquistado com diversas alterações podais de intervenção do podólogo.

CONCLUSÕES

Os procedimentos podológicos aplicado em pediatria demonstra eficácia de forma preventiva quanto curativa, em diversas afecções que acometem as crianças.

A podologia pediátrica colabora para alívio da dor, hidratação podal em crianças correções ungueais e melhora na qualidade devida e bem estar das crianças.

 A falta de profissionais capacitados e cursos que ofertem conhecimentos aos que se interessam pela área de pediatria, faz com que os profissionais que já estão no mercado ou os futuros profissionais, continuem sempre na mesmice, realizando sempre os mesmo procedimentos, sem ter uma visão diferenciada não conhecendo uma campo de atuação que ainda se encontra desconhecido.

Porém maiores estudos são de grande importância em podologia pediátrica para promover maiores conhecimentos científicos e respaldar á atuação do profissional podólogo nesta área e junto a uma equipe multiprofissional.

REFERÊNCIAS

  1. MARINHO, AS. Efeito da terapia fotodinâmica (PDT) sobre cultura de Candida sp e de células epiteliais: estudo in vitro. Tese de doutorado em Odontologia. Programa de Pós-Graduação da Universidade PUC/RS p. 107-114, 2006.
  2. Piedade, P. Técnicas de trabalho e intrumentação no atendimento de patologias dos pés. 2 ed.São Paulo: Senac p 80-85, 2004.
  3. HUMAIRE, CR. Onicocriptose.www.dermatodologia.com.br. acessado em 04 de setembro de 2012.
  4. SARMENTO, G.J.V. Fisioterapia no paciente crítico. 2.ed. São Paulo:  Manole, p. 412 – 413, 2008.
  5. SOUSA, DO; CARVALHO, GP. Procedimentos podológicos em onicomicoses-Caso Clínico.disponível em: www.shinsei.com.br. acessado em 02 de setembro de 2012. 

Aprenda os 5 passos para obter o PÉ PERFEITO aplicando a metodologia SPA DO PÉ!

1 Comentário

  1. Hilda Ribeiro

    sou estudante do curso tecnicoem podologia na UCS em Caxias do Sul-RS, tenho muito interesse emme especializar em Podopediatria desde do ventre ate a idade de adolecencia. Quero ajuda para ir buscar ou onde obter materiais para Desenvolver o meu Trabalho de Final de Curso, q o qual será agora em dezembro de 2016.
    Se eu tiver informações agradeço. MMMuuuiiitototo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *