Saiba tudo sobre o Pé Diabético!

Pé diabético: Saiba como a doença cresce a cada dia, e os riscos que ela traz a saúde.

Quando a diabetes é mal controlada várias complicações podem ser desencadeadas e uma das mais comuns é o Pé Diabético.

Caracterizada pelo surgimento de isquemia, neuropatia, úlceras e infecções nas pernas e nos pés, ela surge quando a taxa de glicose não é controlada durante vários anos.

Se a taxa glicêmica não for regulada e as feridas não forem tratadas devidamente, pode haver necessidade de amputação. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 70% das amputações, correspondente a aproximadamente 55 mil casos, são causadas por diabetes mal controlado.
Para não deixar a doença avançar dessa forma é preciso medir recorrentemente a taxa de glicemia, tomar a medicação regularmente e ter sempre acompanhamento médico. Ficar alerta se qualquer tipo de alteração ou ferida aparecer nas pernas ou pés também é muito importante para detectar o Pé Diabético logo no início.
Além disso, outras providências são necessárias como manter os pés limpos e hidratados, cortar as unhas sem o auxílio de tesouras e alicates com pontas, usar calçados que não machuquem, usar meias de algodão que não prejudique a circulação e evitar andar descalça, contribuem bastante com a prevenção.
Os principais sintomas são dormência, formigamento, queimação, pontadas e dores, pois a doença afeta principalmente a circulação dos membros inferiores. Então, caso o diabético sinta os sintomas é preciso procurar um médico rapidamente.

Para tratar pés diabéticos, utilize o Creme de Alta Hidratação da Shinsei! Ele possui o selo de qualidade da ANAD (Associação Nacional dos Diabéticos) que qualifica e recomenda estes produtos a todos portadores da doença.

Aprenda os 5 passos para obter o PÉ PERFEITO aplicando a metodologia SPA DO PÉ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *